NA SUA OPINIÃO, VOCÊ APROVA O TRABALHO DO DEPUTADO JEAN WYLLYS?

0
606


>> VOTE AQUI <<

Tiradentes (MG) – Acostumado com as câmeras desde a passagem pela quinta edição do Big brother (2005), de onde saiu vencedor, Jean Wyllys passou por mais uma experiência de observação: a de um documentário. Resultado de três anos de filmagens, culminando nas eleições de 2014, o longa Entre os homens de bemalterna entre momentos da vida pessoal, campanha política para reeleição ao cargo de deputado federal e dia a dia no Congresso Nacional. O filme exibido no sábado, último dia da Mostra de Cinema de Tiradentes.

Dirigido por Carlos Juliano Barros e Caio Cavechini, o longa extrapola questões biográficas e aborda também o conservadorismo do Congresso, representado principalmente pela bancada evangélica, com os pastores Eurico (PHS) e Marco Feliciano (PSC), e por Jair Bolsonaro (PSC). Além de protagonizarem diversos atritos com Wyllys em sessões da Câmara, os três também participam como entrevistados, dando suas opiniões sobre o personagem central do documentário.

Primeiro parlamentar assumidamente gay do país, Jean Wyllys (PSOL) é uma das principais vozes em pautas relacionadas às causas LGBT desde o primeiro mandato (2010), posicionamento que tem rendido diversos ataques de opositores. No filme, são exibidas brigas e trocas de xingamentos entre as duas partes. Os ataques no âmbito virtual também ganham espaço com inserção de posts de ódio recebidos pelo deputado em redes sociais.

Apesar de exibir momentos de indiscutíveis expressões de homofobia por parte de parlamentares, algumas passagens, a despeito da gravidade da questão, chegaram a despertar gargalhadas da plateia. Em um desses trechos, Feliciano diz que “há uma ditadura gay em curso, que é um movimento mundial, que vem da ONU pra cá”.

Tratando o personagem analisado de maneira objetiva e até certo distanciamento, o documentário serve não só como estudo de uma relevante figura política, como esboça bem o clima de conservadorismo do atual quadro de parlamentares brasileiros. E reforça a necessidade de mais vozes dissonantes nesse cenário de intolerância nas esferas políticas e sociais.

FONTE: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2017/01/28/internas_viver,686368/documentario-sobre-jean-wyllys-discute-conservadorismo-na-politica-bra.shtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui